Advogada é encontrada morta em carro no Parque das águas

Um crime chocante abala Cuiabá, a advogada Cristiane Castrillon foi vítima de feminicídio e o acusado seria um ex-PM que ela conheceu horas antes.

· 2 minutos de leitura
Advogada é encontrada morta em carro no Parque das águas
Em nota a OAB-MT lamentou a trágedia e se solidariza á família de Cristiane. Imagem: Redes Sociais.

Um crime hediondo abalou a tranquilidade de Cuiabá neste domingo (13), quando a advogada Cristiane Castrillon da Fonseca Tirloni, de 48 anos, foi encontrada morta dentro do próprio carro após ser brutalmente espancada e asfixiada. O suspeito do crime, um homem que teria conhecido no dia do ocorrido, foi preso em flagrante e autuado por feminicídio.

Encontro fatal e descoberta do crime

No sábado (12), Cristiane passou o dia em um churrasco alegre com amigos e familiares. Por volta das 22 horas, ela dirigiu-se a um bar nas proximidades da Arena Pantanal, onde supostamente encontrou o homem suspeito. As informações sugerem que ambos deixaram o estabelecimento juntos por volta das 23h30.

Preocupados com o desaparecimento de Cristiane e sua ausência em casa naquela noite, seus familiares tentaram entrar em contato com ela, mas sem sucesso. O irmão da vítima usou um aplicativo de rastreamento e descobriu que o celular de Cristiane estava localizado no Parque das Águas.

Ao seguir as pistas, os familiares encontraram o carro da advogada no Parque das Águas, onde fizeram uma descoberta devastadora. Cristiane foi encontrada sem vida no banco do passageiro. Ela foi prontamente levada ao hospital por seu irmão, mas já era tarde demais. A Polícia Civil iniciou imediatamente uma investigação intensiva para esclarecer os motivos que levaram a essa tragédia.

A Busca pelo suspeito e os detalhes reveladores

Através das imagens capturadas pelas câmeras de segurança, as autoridades seguiram o rastro do veículo da vítima até uma residência no Bairro Santa Amália, na capital.

Dentro da casa, os investigadores encontraram o suspeito. Embora o homem tenha inicialmente confessado ter passado a noite com Cristiane, sua versão dos fatos continha contradições e inconsistências em relação ao crime. O local também apresentava uma série de indícios que apontavam para a autoria do suspeito no crime hediondo.

Nota de pesar e reflexões finais

A Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso (OAB-MT) emitiu uma nota expressando pesar pelo trágico falecimento de Cristiane. Este evento doloroso ressalta a importância contínua de abordar questões de violência de gênero e de promover a segurança das mulheres em nossa sociedade.

Enquanto as autoridades continuam a investigar e buscar justiça para Cristiane, a comunidade como um todo é chamada a refletir sobre as medidas necessárias para prevenir tais tragédias no futuro.

Agora, a polícia civil vai investigar o caso para descobrir as causas reais do feminicídio. O suspeito vai ser encaminhado ao presídio para responder pelo crime.