Carlos Jordy descreve ação surpreendente da PF em sua residência

Carlos Jordy, do PL-RJ, relata operação surpresa da PF em sua casa, com invasão pela janela e apreensão de arma.

· 1 minuto de leitura
Carlos Jordy descreve ação surpreendente da PF em sua residência
Foto: Elaine Menke/PL - Deputado relata invasão da PF pela janela e apontamento de armas

Durante uma coletiva de imprensa, o deputado Carlos Jordy (PL-RJ) detalhou uma recente operação da Polícia Federal (PF) em sua residência, descrevendo a ação como uma invasão abrupta e alarmante. Segundo Jordy, a operação não seguiu um procedimento padrão.

"Os agentes pularam a janela da minha casa, invadindo o local sem qualquer comunicação prévia pelo interfone. Eu fui acordado de maneira assustadora com batidas intensas na porta e gritos anunciando a presença da Polícia Federal," relatou o deputado.

Jordy continuou, descrevendo a cena em detalhes vívidos: "Ao abrir a porta do quarto, me deparei com agentes apontando fuzis em minha direção, perguntando se eu estava armado. Minha filha de apenas um ano começou a chorar intensamente, e minha esposa estava visivelmente abalada."

De acordo com o relato do deputado, os agentes da PF localizaram e confiscaram uma arma de fogo que pertencia a ele, conduzindo-o em seguida para a sala no andar inferior de sua residência. "Eles trouxeram duas pessoas vizinhas para servirem como testemunhas durante a diligência," acrescentou Jordy.

Este incidente ocorre no contexto de investigações mais amplas da PF sobre atos antidemocráticos, nos quais Jordy tem sido um dos alvos. O deputado tem negado repetidamente qualquer envolvimento ou incitação a tais atos, e descreve as ações da PF como excessivas e injustificadas.