Fábio Garcia desafia Emanuel Pinheiro na gestão da saúde em Cuiabá

Fábio Garcia critica Emanuel Pinheiro pela gestão da saúde em Cuiabá, citando seu histórico em operações policiais e defendendo a intervenção do estado.

· 1 minuto de leitura
Fábio Garcia desafia Emanuel Pinheiro na gestão da saúde em Cuiabá
Foto: Reprodução - Garcia Critica Gestão de Emanuel Pinheiro na Saúde

CUIABÁ - O cenário político em Cuiabá esquentou com as recentes declarações de Fábio Garcia, Secretário-Chefe da Casa Civil. Garcia, em resposta às críticas do prefeito Emanuel Pinheiro sobre as obras realizadas nas unidades de saúde, questionou a autoridade moral de Pinheiro para falar sobre a gestão da saúde pública. A controvérsia surge após a devolução do controle da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) à prefeitura de Cuiabá, que passou dez meses sob intervenção do Governo do Estado de Mato Grosso devido a alegações de corrupção e irregularidades.

Garcia rememorou o histórico de operações policiais na administração de Pinheiro, citando especificamente 15 operações que investigaram o uso irregular de recursos públicos. Ele declarou: "O Emanuel Pinheiro não tem moral para falar sobre gestão da Saúde Pública, porque foi ele o principal responsável pelo caos de Cuiabá."

O desembargador e relator Orlando Perri, que determinou a intervenção na SMS, descreveu anteriormente a situação da saúde na capital como crítica, comparando-a a "morrer como baratas" devido à má administração. Garcia defendeu a intervenção, afirmando que ela cumpriu seu papel de recuperar a qualidade do atendimento de saúde e trazer normalidade à capital.

Agora, com a SMS sob a gestão de Pinheiro, Garcia enfatizou a responsabilidade do prefeito em manter e melhorar o sistema de saúde da capital. Este desdobramento marca um novo capítulo na já tensa relação entre o governo do estado e a administração municipal de Cuiabá, com implicações significativas para a gestão da saúde pública na cidade.

A troca de acusações entre Garcia e Pinheiro destaca as complexidades e desafios enfrentados na administração da saúde pública. Com o olhar da população voltado para a eficácia da gestão municipal, o desempenho da saúde em Cuiabá permanecerá um tópico crítico e observado de perto nos próximos meses.