Várzea Grande clama por melhorias no abastecimento de água

Vereadora Rose Prado lidera apelo por abastecimento eficiente de água em Várzea Grande, questionando a gestão do DAE e exigindo mudanças.

· 1 minuto de leitura
Várzea Grande clama por melhorias no abastecimento de água

População desafia gestão hídrica do DAE

A situação do Departamento de Água e Esgoto (DAE) em Várzea Grande tem se mostrado crítica, com a vereadora Rose Prado liderando a discussão na seção do dia 7 gerando um clamor, por mudanças significativas na distribuição de água. As principais preocupações dos moradores da região do Cristo Rei incluem o horário de liberação da água, que vem ocorrendo tardiamente, impactando o sono e o bem-estar da população.

A vereadora Rose Prado tem se posicionado fortemente na câmara municipal, apelando diretamente ao secretário Ismael, responsável pela administração hídrica, para que reconsidere o cronograma de fornecimento. A eficácia administrativa do secretário é reconhecida, mas a crise atual exige uma ação direta para atender às necessidades dos cidadãos.

O DAE de Várzea Grande enfrenta questionamentos sobre o destino da água captada, especialmente diante dos relatos de que a cidade perde entre sessenta e cinco a setenta por cento de sua água diariamente. A comparação com gestões anteriores, como a de Lucimar, onde a falta de água não era tão marcante, apesar de uma capacidade de captação menor, destaca a gravidade do problema atual.

Rose Prado também mencionou a lenta progressão nas obras da Estação de Tratamento de Água (ETA) do Pari, cuja conclusão é esperada para aliviar a situação. A visita da vereadora ao local trouxe à tona a necessidade de maior transparência e eficiência por parte do DAE.

A população, por meio de chamadas e mensagens urgentes aos representantes municipais, evidencia a frustração com a falta de água, uma questão que já dura décadas. A exigência de responsabilidade e de respostas do DAE se tornou um clamor coletivo, buscando assegurar que a gestão dos recursos hídricos atenda adequadamente às necessidades da comunidade.